Informação sobre candidíase, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento de candidíase, nas formas bucal, vaginal e outras. Abordamos a candidíase genital no homem, com dicas para melhorar a qualidade de vida de quem sofre deste problema de saúde. Identificamos a dieta apropriada para quem sofre de candidíase.


segunda-feira, 1 de julho de 2013

O que é candidíase vaginal

A candidíase vaginal é uma infeção da vagina que envolve a proliferação de uma levedura ou fungo, conhecida como Cândida. Esta levedura está normalmente presente na boca, estômago e vagina. Se o equilíbrio de micro-organismos é interrompido, como pode ocorrer com a utilização de antibióticos de largo espectro, as flutuações hormonais e outras condições, pode ocorrer um supercrescimento de levedura. Candidíase vaginal, muitas vezes referida como uma "infeção por fungos," é um problema comum, afetando cerca de 75% das mulheres adultas ao longo da sua vida.
Coceira e um corrimento branco espesso são os sintomas mais comuns da candidíase vaginal. Este corrimento também pode ocorrer durante relações sexuais e ao urinar. O tecido externo em torno da vagina, da vulva, pode tornar-se vermelho e inchado
A candidíase vaginal pode ser tratada com uma variedade de agentes antifúngicos, alguns dos quais estão disponíveis sem receita médica. Embora a única forma de diagnosticar inequivocamente a candidíase vaginal seja verificando a levedura através de microscópio, muitas mulheres tratam-se com base em seus sintomas.
Tratamento adequado geralmente resulta numa resolução dos sintomas. Se os sintomas permanecem ou se repetem, isso pode significar que uma outra condição está presente ou que a levedura se tornou resistente ao tratamento que foi usado.
A candidíase vaginal raramente está associada com uma emergência médica, no entanto, os sintomas semelhantes aos que ocorrem com candidíase vaginal podem estar presentes com outras doenças mais graves. Deve-se procurar assistência médica imediata quando ocorre febre alta, dor pélvica ou abdominal, náuseas e vômitos persistentes, ou sangramento durante a gravidez.
Se você tiver sintomas de candidíase vaginal, mas nunca teve antes, ou se tiver febre ou apresentar sintomas persistentes ou recorrentes apesar do tratamento, procure cuidados médicos e alerte para o facto de apresentar sintomas de candidíase vaginal. Em caso de estar grávida ou caso esteja preocupada com as infeções sexualmente transmissíveis, deve procurar atendimento médico imediato.
ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL