Informação sobre candidíase, causas, sintomas, diagnóstico e tratamento de candidíase, nas formas bucal, vaginal e outras. Abordamos a candidíase genital no homem, com dicas para melhorar a qualidade de vida de quem sofre deste problema de saúde. Identificamos a dieta apropriada para quem sofre de candidíase.


quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Candidíase

A Candidíase constitui um espectro de infecções causadas por fungos do gênero cândida, onde o agente mais comum é a cândida albicans, porém existem outras espécies de caráter importante, tais como: C. tropicalis, C. quillermondii, C. glabrata, C. krusei, entre outras que somam aproximadamente 200 diferentes espécies de leveduras, que vivem normalmente nos mais diversos nichos corporais, como orofaringe, cavidade bucal, dobras da pele, secreções brônquicas, vagina, urina e fezes, sendo amplamente distribuída na natureza, ocupando diversos hábitos, ao contrário de outras espécies do gênero, de distribuição limitada.
Candidíase é uma micose de importância em saúde pública, incluída também como DST. São diversas as espécies já reconhecidas como agentes causais, embora a mais bem estudada seja a C. albicans, já que é mais confirmado seu isolamento e sua identificação.
As diferentes espécies, com características sutis ou maiores que as diferenciam, apresentam manifestações clínicas e micromorfologias similares, com flexibilidade para adaptar-se em diferentes sítios anatômicos que, dependendo de condições predisponentes do hospedeiro, podem causar ampla gama de danos ao paciente.


O que precisa de saber sobre candidíase

Candidíase (candidose, monilíase, infecção por fungos) é a infecção causada por várias espécies de Candida, especialmente Candida albicans.

O tipo mais comum da candidíase é uma infecção superficial da boca, vagina ou da pele que provoca manchas brancas ou vermelhas e coceira, irritação, ou ambas.

As pessoas cujo sistema imunológico está enfraquecido pode ter infecções graves do esôfago e outros órgãos internos.

Em termos de diagnóstico, uma amostra de material infectado é examinada sob um microscópio e enviado para a cultura.

Os antifúngicos podem ser aplicadas à superfície ou tomados por via oral, mas as infecções graves requerem fármacos administrados por via endovenosa.

Candida está normalmente presente na pele, no trato intestinal, e, em mulheres, na área genital. Normalmente, a Candida nessas áreas não causa problemas. No entanto, os fungos, por vezes, causam infecção da pele, nas membranas mucosas da boca ou vagina. Essas infecções podem desenvolver-se em pessoas com um sistema imunológico saudável, mas elas são mais comuns ou persistente em pessoas com diabetes, câncer ou AIDS e em mulheres grávidas. A candidíase também é comum entre as pessoas que estão a tomar antibióticos, porque os antibióticos matam as bactérias que normalmente competem com Candida, permitindo que a Candida possa crescer sem controle.
Algumas pessoas, principalmente aquelas que têm um sistema imunitário enfraquecido, desenvolvem candidíase que se espalha através da corrente sanguínea (chamado candidemia) para outras partes do corpo, tais como as válvulas de coração, baço, rins, e os olhos. Sem tratamento, a infecção progride.

Saiba o que é candidíase vaginal.
Saiba o que é candidíase bucal.
Saiba mais sobre Balanite, candidíase no homem.
Conheça uma dieta especifica para quem sofre de candidíase.


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL